• Facebook
Patrícia Brandão sela vitória no Pink Tour 2017

Patrícia Brandão sela vitória no Pink Tour 2017

O Vila do Conde Pink Tour, oitava e última etapa da 4ª edição do circuito feminino nacional de ténis, confirmou a regularidade como um dos grandes trunfos de Patrícia Brandão, do GC Santo Tirso, rumo à vitória final no Pink Tour 2017.
 
Nesta etapa, onde dezoito jogadores de nove clubes nacionais se confrontaram de forma destemida debaixo de um sol abrasador de final de primavera, Patrícia Brandão deixou para trás Rita Furtado (GC Vilacondense), Bruna Almeida (CSNun’Álvares) e a 1ª cabeça-de-série da prova, Ana Sofia Brandão, do AT Espinho, rumo à tão almejada final individual da etapa.
 
No derradeiro embate do torneio (e do circuito), a tenista do GC Santo Tirso teve pela frente Rafaela Silva, do AC Alfenense, 2ª favorita e nº 44 nacional. Em dois parciais, por 6-0 e 6-2, Patrícia Brandão assinalou a sua segunda vitória em etapas do PT’2017 e carimbou o seu nome na história do circuito nacional, sucedendo assim a Isabel Chorão, vencedora em 2016.
 
Na variante de pares, as finalistas do quadro de singulares uniram forças e não deram hipóteses à demais concorrência. Na final, a dupla Brandão/Silva bateu Bia Neto e Bruna Almeida num encontro deveras equilibrado pelos parciais de 3-6, 6-2 [10-4].
 
Ao longo das oito etapas desta edição do Pink Tour, Patrícia Brandão, que participou em todas elas, venceu duas (Viana Pink Tour e Vila do Conde Pink Tour), foi finalista em Miramar e ainda atingiu as meias-finais em três ocasiões. Uma regularidade incrível que lhe conferiu o 1º lugar numa tabela classificativa que conta com quase uma centena de jogadoras nacionais!
 
 
RTA Amarante é a última paragem do Pink Tour 2017
 
Depois de terminado o circuito, está agora na hora de festejar o ténis feminino nacional com todo o respeito e circunstância a que este tem direito. Assim, as instalações do RTA, em Amarante, servirão de palco para o encerramento de mais uma edição (a 4ª) do Pink Tour, visando reunir não só as jogadoras que mais se destacaram ao longo das oito etapas do circuito, como também pretende realçar a máxima de que o ténis é mesmo para todas.
 
O Pink Masters reúne as dezasseis jogadoras que tiverem melhor classificação no final das provas do circuito e será disputado em dois quadros, por eliminatórias: Top Masters (da 1ª à 8ª classificada no ranking) e Future Masters (da 9ª à 16ª).
 
Noutro registo, o Pink Double Challenge é destinado a TODAS as tenistas que inscreveram o seu nome no ranking Pink Tour deste ano, para que ninguém falte à festa que vai decorrer a 8 e 9 de Julho.
 
 
Let’s play and enjoy it!